Ensino EAD abre novas oportunidades para brasileiros

A procura por cursos por educação a distância (EAD) não para de crescer no Brasil.  Segundo o Censo da Educação Superior de 2016 do Ministério da Educação (MEC), o número de matrículas em cursos a distância aproxima-se de 1,5 milhão em Universidades, somando-se a esse contingente, cerca de 2,9 milhões de alunos em Cursos Livres, conforme contabilizou o censo da Associação Brasileira de Educação a Distância (Abed). Em um ano apenas, de 2015 para 2016, a EAD aumentou as matrículas em 7,2%, ao passo que a educação presencial teve queda de 1,2%. O MEC projeta que em cinco anos o EAD deverá responder por metade das matrículas em cursos de formação e em cursos de aperfeiçoamento e capacitação profissional no Brasil. Mudanças recentes na legislação para o EAD prometem romper as fronteiras que ainda restam. O novo marco legal acaba com exigências do MEC para o credenciamento de instituições e abertura de cursos. Isso favorece a entrada de instituições de pequeno e médio porte num mercado hoje dominado por grandes grupos educacionais. A diversidade de opções deve se multiplicar. Aperfeiçoar-se profissionalmente ficará cada vez mais acessível.

Fonte: Marta Avancini 14/11/2017

https://epoca.globo.com/educacao/noticia/2017/11/os-frutos-do-ensino-distancia.html

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.